Flâmula/Bandeira de Crochê Cactos com Fio Ateliê

Por Bazar Horizonte 1 mês atrásNenhum comentário
Home  /  Receitas de Crochê  /  Flâmula/Bandeira de Crochê Cactos com Fio Ateliê

Material Utilizado:

6 novelos do Fio Ateliê 200g nas cores:
– Serenata 9116 / COR A
– White 9001 / COR B
– Debutante 9085 / COR C
– Black 9990 / COR D
– Irlandês 9767 / COR E
– Futurista 9203 / COR F
Lã Família na 1 novelo na cor Fiesta 2378 para Florzinha de pompom
Agulha de Crochê nº 4,0 mm
Agulha de crochê fina (aprox. nº2,0 mm) 7 nov. 200 g 2 / 4 mm ou agulha de Tapeçaria (para os arremates)
Tesoura ou cortador
1 Vareta/galho seco (com aprox. 30 cm)

Veja outras receitas sobre Bandeira de Crochê que vão te inspirar ainda mais.

 

PONTOS EMPREGADOS E ABREVIATURAS

 

carr. – carreira
corr. – correntinha
p.b. – ponto baixo
pbx. – ponto baixíssimo
pt. – ponto
( ) – indicam o grupo de pontos a ser repetido
[ ] – total de pontos da carreira

MEDIDAS DO QUADRO
Apenas da parte em crochê: 25 cm (largura) x 29 cm (altura) – Medidas
aproximadas, podendo variar conforme a tensão dos pontos

TENSÃO DOS PONTOS
Quando trabalhamos com a técnica do fio conduzido, é indicado utilizar uma tensão moderada, sem deixar os pontos muito soltos (para que os fios de outras cores não fiquem tão aparentes ao serem conduzidos), nem é bom que fiquem muito apertados (o que é comum para quem está iniciando), pois além de aspecto ficar um pouco “repuxado” o trabalho não irá render e você terá uma péssima experiencia ao crochetar, pois será necessário o uso de mais força (o que ocasionará dores e desconforto em pouco tempo).

OBSERVAÇÕES IMPORTANTES

O Quadro será tecido em carr. de ida e volta, utilizando p.b. (pegando sempre as duas alças de cada ponto).

– Ao trabalhar com o fio conduzido, siga a quantidade de pontos indicada no gráfico (especialmente na 7° carr. onde é feita a primeira sequência de troca de cores), porém, nas carreiras seguintes, é ainda mais importante que você se oriente principalmente visualizando o andamento do trabalho e comparando com o gráfico para ver se está correto, caso observe que algo está errado ou que o desenho não está “batendo”, desfaça até a parte onde o erro aconteceu, conte os pontos e volte a fazer, é normal duplicar, ou pular um ponto sem querer, mas um ponto errado poderá “bagunçar” todo o restante do trabalho.
– É normal os fios irem se cruzando até estarem totalmente enrolados, você pode erguer o seu trabalho (segurando pelos fios) e ir girando no sentido oposto para desenrolar, porém, existe uma forma de resolver isto, no momento da troca de fios alterne entre “puxar” o fio da cor do fundo sempre pela frente e os de outras cores sempre por trás (como esta forma de trocar os fios exige mais explicações e prática, assista ao vídeo de apoio).
– Para facilitar a compreensão, iremos nomear os fios por letras (A, B. C, D, E e F), de acordo com a sua ordem de utilização no trabalho, veja no gráfico ao final.

EXECUÇÃO

PARTE I – Quadro em crochê (fio conduzido)
A técnica do fio conduzido consiste no uso de mais de um fio, sendo que o fio
não utilizado, não será arrematado e sim seguirá preso por trás do fio principal, sendo conduzido por todo o trabalho conforme as indicações do gráfico
(cada quadradinho do gráfico representa a cor do fio a ser utilizada como cor
principal)

As trocas de cores devem ser feitas na última laçada do último ponto da cor
anterior. Ou seja, cada ponto deve ser finalizado com a próxima cor a ser utilizada.
Início: Faça 40 corr. – COR A
1° Carr. (ida): A partir do 2° pt. (a contar da agulha), volte preenchendo as corr.
com p.b. [*39 pt.]
*Certifique-se de que a sua base possui o número exato de 39 pt. para que ela
“encaixe” perfeitamente com o padrão do gráfico.
2° Carr. (volta): Faça uma corr. e vire o trabalho para o lado avesso, volta preenchendo com p.b.
3° a 45° Carr.: Preencha todas as carr. com p.b. seguindo as sequências de
trocas de cores indicadas no gráfico, indo (lado da frente) nas carr. ímpares, e
voltando (lado do avesso) nas carr. pares.
Obs.: Veja o vídeo de apoio disponível no youtube da Fios Pingouin para te
ajudar a interpretar o gráfico, contar os pontos e realizar as trocas de fios da
forma correta.

PARTE II – Acabamento

Parte inferior:

1° Passo: Pelo lado do avesso, faça uma carr. de p.b. (Cor B), em seguida volte
preenchendo com p.b. alongados pelo lado da frente (cubra totalmente os
pontos da carr. anterior pegando pelos espaços abaixo dos pontos), depois
volte fazendo um uma finalização com pbx. (do lado esquerdo parta o direito –
ao contrário)

2° Passo: Faça 5 tasséis (Cor B) e fixe-os com alguns nós na parte de baixo do
trabalho, criando uma franja com os tasséis distribuídos de forma igual.

Parte superior:

1° Passo: Pelo lado da frente, envolva a vareta/galho seco com p.b. (Cor B) de
forma que fique bem fixa e centralizada no trabalho, depois volte fazendo um
uma finalização com pbx. (do lado esquerdo parta o direito – ao contrário)

2° Passo: Para pendurar seu quadro, fixe um pedaço de fio (Cor B) com nós nas
laterais da vareta, coloque algumas miçangas para dar um charme especial ao
seu trabalho se preferir!

FLORZINHA DE MICRO POMPOM
Para dar aquele toque “primaveril” ao seu quadro, faça um pompom pequeno fixe-o em um dos seus cactos!

POR MARCELO E ANDERSON DO @VALITUTTI.ART

Categoria:
  Receitas de Crochê
bazarhorizonte.com.br
esse texto foi compartilhado 0 vezes
 100
Sobre

 Bazar Horizonte

  (3816 artigos)

O Bazar e Papelaria Horizonte LTDA é uma tradicional loja de artigos para artesanato, papelaria e informática de São Paulo. Fundado em 1980, a empresa conta com duas unidades na cidade de São Paulo, atuando também no comércio eletrônico, representado pelo www.bazarhorizonte.com.br.

Comente

Your email address will not be published.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com